Saber da Saúde | Iniciativa Boston Scientific
Banner Inicial Banner Inicial

Conheça um novo Saber da Saúde. Muito mais conteúdo e novas ferramentas. Informe-se com a gente!

Sobre nós

Confira a página de Parkinson: conheça detalhes da condição, tratamento e muito mais.

Clique aqui

Conheça Rezūm™, solução inovadora para Hiperplasia Prostática Benigna.

Acesse agora

Use o menu abaixo e explore artigos sobre cada condição clínica

Todas as áreas terapêuticas
  • Neurologia
  • Coração
  • Saúde Urológica
  • Cânceres e Tumores
  • Sistema Circulatório
  • Obesidade
  • Outras Condições
  • Acesso á saúde
  • Todas as áreas terapêuticas
O metabolismo na obesidade

Outras Condições

O metabolismo na obesidade

Quando há sobrepeso, as reações químicas que promovem a queima de energia no nosso corpo acontecem de modo mais lento e driblar o acúmulo de gordura se torna um desafio

A obesidade é uma doença que vem preocupando estudiosos e médicos do mundo todo e, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS)1, já pode ser considerada uma epidemia. O padrão alimentar da população é o grande vilão desse quadro e, quando se discute alimentação e perda de peso, o metabolismo também entra em questão. Afinal, é esse processo químico, que ocorre no nosso corpo, o responsável por transformar os nutrientes dos alimentos que ingerimos em fonte de energia2.

A química do metabolismo

“O metabolismo é composto por dois processos químicos, o anabolismo e o catabolismo. O anabolismo está relacionado ao crescimento, ao desenvolvimento, à manutenção do nosso organismo e à contribuição para o estoque de energia. Já no catabolismo ocorre a quebra das moléculas complexas presentes nos alimentos, que são transformadas em partículas mais simples, liberando energia”, explica Durval Ribas Filho, médico nutrólogo e presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran). Mais: o desempenho do metabolismo está diretamente ligado à necessidade de energia. Por exemplo, uma pessoa com o metabolismo lento precisa de menos calorias para fazer as tarefas do dia a dia e, assim, terá que comer menos para evitar o excesso de peso.

Química x quilos

O metabolismo afeta o ganho ou a perda de peso? A médica nutróloga Marcella Garcez, docente do Curso Nacional de Nutrologia da Abran, explica que, em adultos com o Índice de Massa Corpórea normal (IMC entre 18,5 e 24,93), o metabolismo basal (quantidade de calorias que o corpo queima em repouso para manter as funções vitais, como a respiração, a circulação sanguínea, a temperatura corporal e o funcionamento de órgãos), tende a funcionar de maneira eficiente. “Esses indivíduos também são mais ativos e costumam manter um equilíbrio entre a ingestão de calorias e o gasto de energia”, complementa a especialista.

Nos obesos, nem sempre há esse equilíbrio. A maior quantidade de massa corporal aumenta o metabolismo basal, o que, consequentemente, provoca uma maior queima de calorias, mas não é o suficiente para que haja perda de peso. Eles também são menos ativos por causa da dificuldade de mobilidade e do desconforto causado pelos quilos extras, fatores que reduzem o gasto calórico relacionado à atividade física. “Ainda pode ocorrer resistência à insulina. Ou seja, as células têm dificuldade para responder à ação desse hormônio, que regula o metabolismo da glicose, fazendo com que o corpo armazene mais gordura e tenha dificuldade para usar a glicose como fonte de energia”, aponta Marcella Garcez. É importante entender que o ganho de peso tem influência de vários fatores, como a genética, a epigenética, os hábitos alimentares e o sedentarismo e, independentemente do metabolismo, armazenamos o excesso de energia como gordura. E aqui está a equação para combater a obesidade e manter o metabolismo ativo: “Alimentação balanceada, prática de atividade física diária, ingestão de água suficiente e sono restaurador (que vai amenizar, inclusive, o estresse) faz com que o metabolismo seja saudável e trabalhe melhor”, ensina Durval Ribas Filho.

1 WHO Consultation on Obesity (‎1999: Geneva, Switzerland)‎ & World Health Organization. (‎2000)‎. Obesity: preventing and managing the global epidemic: report of a WHO consultation. World Health Organization. https://iris.who.int/handle/10665/42330. Acesso em: 20 set. 2023.

2 BRINQUES, Graziela Brusch (org.). Bioquímica humana aplicada à nutrição São Paulo: Pearson, 2014. E-book. Disponível em: https://plataforma.bvirtual.com.br. Acesso em: 27 set. 2023.

3 WHO Consultation on Obesity (‎1999: Geneva, Switzerland)‎ & World Health Organization. (‎2000)‎. Obesity: preventing and managing the global epidemic: report of a WHO consultation. World Health Organization. https://iris.who.int/handle/10665/42330. Acesso em: 20 set. 2023.

ATENÇÃO: A lei restringe a venda destes dispositivos a médicos ou mediante prescrição médica. As indicações, contraindicações, advertências e instruções de uso podem ser encontradas na etiqueta do produto fornecida com cada dispositivo ou em www.IFU-BSCI.com. Os produtos mostrados apenas para fins INFORMATIVOS e a venda pode não ter sido aprovada em alguns países. Este material não se destina ao uso na França. 2023 Copyright © Boston Scientific Corporation ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados.

ATENÇÃO II: Este material é apenas para fins informativos e não para diagnóstico médico. Esta informação não constitui aconselhamento médico ou jurídico, e a Boston Scientific não faz nenhuma representação em relação aos benefícios médicos incluídos nesta informação. A Boston Scientific recomenda fortemente que você consulte seu médico em todos os assuntos relativos à sua saúde CRM = 1718804 – AA – Saber da SaúdeATENÇÃO II: Este material é apenas para fins informativos e não para diagnóstico médico. Esta informação não constitui aconselhamento médico ou jurídico, e a Boston Scientific não faz nenhuma representação em relação aos benefícios médicos incluídos nesta informação. A Boston Scientific recomenda fortemente que você consulte seu médico em todos os assuntos relativos à sua saúde

ATENÇÃO III: Somente para fins informativos. O conteúdo deste artigo/publicação é de responsabilidade exclusiva de seu autor/editor e não representa a opinião da BSC.

ENDO = 1709505 – AA – Saber da Saúde

Novembro Azul : Conheça mais sobre a importância no calendário brasileiro

Saúde Urológica

Novembro Azul : Conheça mais sobre a importância no calendário brasileiro

Novembro Azul: informação e exames preventivos são a melhor arma na defesa da saúde; confira algumas dicas para incluir na rotina.

No Brasil, homens vivem sete anos a menos que as mulheres. Autoexame regular e check ups anuais são alguns cuidados importantes para a saúde do homem.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia, as mulheres possuem, culturalmente, o cuidado de olhar mais para sua saúde, enquanto os homens costumam ir ao médico apenas quando não se sentem bem. Isso pode acontecer por diversos motivos, mas geralmente está atrelado ao fato de os homens demonstrarem menos suas vulnerabilidades ou mesmo por medo de doenças. Não à toa, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE indicam que os homens no país vivem, em média, sete anos a menos que as mulheres e apresentam maior incidência de certas doenças.

Conscientizar a população masculina sobre a importância de exames preventivos no combate a problemas de saúde que atingem os homens, como o câncer de próstata, o câncer do pênis e o câncer nos testículos, é, portanto, imprescindível. Além disso, ainda há condições importantes que também merecem atenção e possuem tratamentos disponíveis no Brasil, como a hiperplasia prostática benigna, que atinge 50% dos homens acima de 50 anos, a incontinência urinária, que está presente em 5% da população brasileira, e a disfunção erétil, que afeta 16 milhões de brasileiros e pode ser indicativo de algo mais grave, como doenças cardiovasculares.

Segundo o Dr. Carlos Bautzer, urologista do núcleo de Medicina Sexual do Hospital Sírio-Libanês e médico-assistente da disciplina de Urologia da Faculdade de Medicina do ABC, os homens seguem com receio de procurar o urologista e essa demora pode acarretar problemas sérios, como até mesmo a amputação do pênis. “Um dos fatores para se manter uma vida saudável é realizar exames preventivos periodicamente, pois, havendo qualquer problema, o diagnóstico precoce conduz a um melhor tratamento”, reforça o urologista. 

O médico traz alguns cuidados importantes para manter a saúde do homem em dia:

Realize o autoexame dos testículos

Mantendo essa prática, é possível detectar nódulos ou a presença de varizes testiculares. O autoexame pode ser feito em casa, até mesmo no banho. Caso encontre algo diferente, procure um urologista.

Mantenha uma rotina de exames médicos

O câncer de próstata segue como o mais comum entre homens e é uma das doenças que mais os matam. Com um check up anual, a condição pode ser tratada de forma menos invasiva se detectada desde o início, com chances de cura de até 95% dos casos. 

Evite fumar

As substâncias presentes no cigarro podem prejudicar os vasos sanguíneos e, como consequência, diminuir a circulação de sangue no pênis, facilitando a ocorrência de disfunção erétil - as chances são 85% maiores, em relação aos que não fumam.

Mantenha hábitos saudáveis

Uma dieta equilibrada, com consumo de álcool moderado, e a prática de atividade física regular são importantes para manter o corpo saudável. Além disso, beber mais água auxilia no funcionamento total do organismo, favorecendo a aparência da pele, melhorando a absorção dos nutrientes, entre outros benefícios.

Prevenção nas práticas sexuais

Não deixe de usar camisinha nas relações sexuais e de fazer os exames preventivos de doenças sexualmente transmissíveis. 

Procure uma solução definitiva 

Para o tratamento de disfunção erétil, no Brasil é possível seguir com próteses maleáveis ou com as próteses infláveis, que simulam a função peniana quando acionadas a partir de um mecanismo inserido na bolsa escrotal.

Já para tratar a incontinência em homens, existem tratamentos eficazes que permitem a volta do funcionamento do esfíncter. Nos pacientes mais complexos, como homens que perdem o funcionamento do esfíncter após a prostatectomia radical, é possível substituir o esfíncter com uma cirurgia, utilizando um esfíncter artificial, tecnologia disponível e acessível no Brasil. Para casos mais leves, ainda existem os slings masculinos, que também trazem excelentes resultados a longo prazo.

Agora que você se informou sobre Novembro Azul : Conheça mais sobre a importância no calendário brasileiro, aproveite e acesse demais conteúdos sobre Cânceres e Tumores

Saiba mais sobre o Saber da Saúde

Saber da Saúde é uma iniciativa da Boston ScientificTM com o objetivo de disseminar conhecimento científico sobre saúde para o maior número de brasileiros possível.

A desinformação não pode ser um obstáculo para o acesso à saúde. Acreditamos que com informação confiável, pacientes e redes de apoio podem tomar decisões com mais agilidade, obtendo diagnósticos mais cedo e buscando tratamentos cada vez mais eficazes, oferecendo suporte mais adequado para as condições de cada paciente.

Sobrevivi à morte súbita. Como será minha vida daqui para a frente?

Coração

Sobrevivi à morte súbita. Como será minha vida daqui para a frente?

O evento pode atingir até quem parece ter uma saúde boa. Por isso, os sobreviventes precisam tomar certas medidas para evitar um novo episódio

A maioria das pessoas que sofre uma morte súbita cardíaca não sobrevive a ela. De acordo com a American Heart Association, cerca de 90% dos casos são fatais1. Se você conseguiu sobreviver a esse evento, seguir à risca o tratamento médico é fundamental para uma sobrevida com mais qualidade.

“A vida dos pacientes sobreviventes de morte súbita dependerá principalmente da doença de base causadora do evento”, deixa claro o médico cardiologista Guilherme Bertão, especialista em Arritmia Clínica pela SOBRAC e responsável pelo setor de arritmia da clínica Duocor e Hospital Proncor (MS).

Um exemplo prático de como pode ser a vida de um paciente com sobrevida livre de sequelas pôde ser visto na última Copa do Mundo de Futebol Masculino em 2022. Dois atletas participaram usando este dispositivo: Christian Eriksen, da Dinamarca, e Daley Blind, da Holanda2. Ambos jogaram com o implante CDI, que dava choques para recuperar o ritmo do coração em casos de arritmias.

“A evolução da medicina e do tratamento das doenças do coração proporcionam terapias para prevenir a morte súbita de forma eficaz, preservando, em muitos casos, a qualidade de vida”, comenta Bertão.

Veja também: Qual é a minha chance de sobreviver à morte súbita cardíaca?

Conheça agora o S-ICD

Confira aqui mais informações sobre o produto e a evolução do implante CDI:

O que é o implante CDI?

Uma evolução dos dispositivos CDI, implantado por baixo da pele, que preserva os vasos sanguíneos e analisa o ritmo cardíaco a partir de um eletrodo subcutâneo.

Veja também:

Melhor Saúde do Coração para Pacientes com desfibriladores ICD e S-ICD

Recuperando-se de um procedimento com desfibriladores

Quem pode usar?

Indicado para uma ampla gama de pacientes e, em especial, para quem tem alto risco de complicações por infecções e histórico de endocardite. Também é recomendado para pessoas até 70 anos de idade e que possuem um estilo de vida ativo, como os atletas.

Principais benefícios do implante CDI

O estudo The Atlas Trial3 mostra que o S-ICD causa 92% mesmo complicações graves relacionadas ao eletrodo, tem 99% de eficácia de conversão e baixas taxas de choques inapropriados, quando comparado ao Cardio-Desfibrilador Transvenoso Implantável (TV-ICD).

Agora que você já sabe como é a vida de um paciente que sobrevive à morte súbita, aproveite e acesse demais conteúdos sobre Coração.

1 Heart Disease and Stroke Statistics—2022 Update: A Report From the American Heart Association: https://www.ahajournals.org/doi/10.1161/CIR.0000000000001052

2 Notícia publicada em 23/11/2022 no Portal GE - Globo Esporte

3 The Atlas Trial - Healey JS, Mondesert BA, Bashir J et al. LB-733-01: Subcutaneous versus transvenous defibrillators HRS late breaking clinical trials: the ATLAS trial. Heart Rhythm. 2022;19:1223–5. doi: 10.1016/j.hrthm.2022.04.018.

ATENÇÃO: A lei restringe a venda destes dispositivos a médicos ou mediante prescrição médica. As indicações, contraindicações, advertências e instruções de uso podem ser encontradas na etiqueta do produto fornecida com cada dispositivo ou em www.IFU-BSCI.com. Os produtos mostrados apenas para fins INFORMATIVOS e a venda pode não ter sido aprovada em alguns países. Este material não se destina ao uso na França. 2023 Copyright © Boston Scientific Corporation ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. ATENÇÃO II: Este material é apenas para fins informativos e não para diagnóstico médico. Esta informação não constitui aconselhamento médico ou jurídico, e a Boston Scientific não faz nenhuma representação em relação aos benefícios médicos incluídos nesta informação. A Boston Scientific recomenda fortemente que você consulte seu médico em todos os assuntos relativos à sua saúde CRM = 1700602 – AA – Saber da Saúde

Fui diagnosticado com câncer de fígado. E agora?

Outras Condições

Se você já recebeu um diagnóstico, descubra formas de tratamento para enfrentar o câncer de fígado com confiança.

Embora assustador, receber o diagnóstico da doença significa que você tem pela frente um caminho de tratamento. E esse trajeto está cada dia mais seguro

Receber o diagnóstico de câncer de fígado pode ser extremamente assustador e, certamente, vai gerar várias perguntas que precisam ser respondidas por um médico especialista. A mais importante delas talvez seja saber que essa doença tem tratamento e, muitas vezes, a chance de cura.

Tratamento minimamente invasivo para câncer de fígado ganha força

“Os tumores de fígado são os que mais tiveram tratamentos eficazes desenvolvidos nos últimos anos. Entre eles a cirurgia, o transplante hepático, as ablações tumorais, o bloqueio de sua vascularização, a imunoterapia, o cateterismo das artérias do fígado e a aplicação de drogas ou substâncias radioativas diretamente nos tumores, dentre outros. Todos esses tratamentos, algumas vezes combinados, trazem resultados animadores para todos nós”, garante o médico Felipe José Fernández Coimbra, cirurgião oncológico, professor High Continuum Education e Head do Núcleo de tumores gastrointestinais do AC Camargo Cancer Center.

Entre as novidades terapêuticas, os tratamentos minimamente invasivos para o câncer de fígado vêm ganhando espaço na linha de cuidado, especialmente por causa da alta precisão da tecnologia empregada. É o caso da radioembolização TheraSphere, da Boston Scientific do Brasil, que consegue administrar a radiação feita com Ítrio-90 diretamente no tumor, reduzindo assim os efeitos colaterais indesejados da radioterapia convencional.

No Brasil, o TheraSphere está indicado no tratamento da neoplasia hepática para utilização como adjuvante à quimioterapia ou uma opção quando a quimioterapia não pode ser utilizada ou não é eficaz.

Diante de tantas possibilidades terapêuticas, o mais importante após o diagnóstico é organizar os próximos passos. “Comece procurando ajuda especializada, ou seja, um médico oncologista, e confirme o diagnóstico. Depois disso, é preciso entender mais sobre o tipo específico de câncer de fígado que o paciente tem e o seu grau de avanço, chamado de estadiamento pelo especialista. É isso o que vai ajudar no plano terapêutico da doença e manter a saúde geral do paciente, e esses fatores, juntos, guiarão todo o tratamento pela frente”, finaliza Coimbra.

Quer saber mais sobre o diagnóstico do câncer de fígado? Acesse nossa página de especialidade e confira tudo que você precisa para cuidar da sua saúde.

ATENÇÃO: A lei restringe a venda destes dispositivos a médicos ou mediante prescrição médica. As indicações, contraindicações, advertências e instruções de uso podem ser encontradas na etiqueta do produto fornecida com cada dispositivo ou em www.IFU- BSCI.com. Os produtos mostrados apenas para fins INFORMATIVOS e a venda pode não ter sido aprovada em alguns países. Este material não se destina ao uso na França. 2023 Copyright © Boston Scientific Corporation ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados.

ATENÇÃO II: Este material é apenas para fins informativos e não para diagnóstico médico. Esta informação não constitui aconselhamento médico ou jurídico, e a Boston Scientific não faz nenhuma representação em relação aos benefícios médicos incluídos nesta informação. A Boston Scientific recomenda fortemente que você consulte seu médico em todos os assuntos relativos à sua saúde

PI = 1631708 – AA – Saber da Saúde

Encontre o caminho da sua saúde

Novas páginas do Saber da Saúde

Tudo o que você precisa saber sobre as principais condições clínicas, agora com recursos para ajudar você a encontrar um especialista e chegar a um diagnóstico, materiais multimídia, entre outros recursos. Navegue pelo menu abaixo e encontre sua página:

Informações e
orientações de
confiança.

Testes que
ajudam você a
entender
melhor sua
condição clínica

Procure e encontre
um médico
especialista perto
de você e marque
sua consulta.

Recursos
multimídia e
downloads para
você se informar
ainda mais.

Apoio na busca
pelo tratamento
correto com
nossos concierges

Informações e
orientações de
confiança.

Testes que
ajudam você a
entender
melhor sua
condição clínica

Procure e encontre
um médico
especialista perto
de você e marque
sua consulta.

Recursos
multimídia e downloads para você se informar ainda mais.

Atendimento e suporte pelo whatsapp junto com você até o tratamento.

Conteúdos interativos para você encontrar sua Saúde

leap

Dê uma nova chance para a vida com Parkinson

Saiba mais sobre a condição e responda ao quiz para descobrir se você é elegível para o tratamento de Estimulação Cerebral Profunda (DBS).

Entenda seu momento
Dor cronica

Descubra se você tem Dor Crônica

O caminho para o alívio da dor começa com o primeiro passo. Acesse a página e faça o teste e seja direcionado ao médico especialista.

Entenda sua dor
disfuncao

Faça o teste de Disfunção Erétil

Informe-se sobre a condição, encontre um médico especialista, conheça as opções de tratamento e redescubra sua vida sexual.

Encontre o caminho
prostata

Tudo sobre HPB

Entre no site e entenda a gravidade dos possíveis sintomas da Hiperplasia Prostática Benigna e conheça o tratamento.

Responda ao teste
×

Sistema Circulatório

Trombose Tromboembolismo Pé diabético
×

Outras Condiões

Diabetes Obesidade
×

Obesidade

Assista ao filme e entenda nosso propósito

Conheça uma alternativa ao SUS e aos planos de saúde.

Com LEAP+ você pode financiar procedimentos médicos de forma ágil e acessível, em parcelas que cabem no seu bolso.

Assiste ao vídeo

O Saber da Saúde tem o objetivo de combater a desinformação e ajudar na prevenção das condições clínicas que você encontra no portal. Todos os conteúdos são desenvolvidos por médicos e especialistas, mas é importante deixar uma coisa bem clara: esse site NÃO SUBSTITUI SEU MÉDICO.

Se você ou alguém que você
conhece apresenta
quaisquer sintomas,
procure imediatamente
um especialista.

Cadastre-se e receba mais informações