Precauções de Segurança para quem possui Sistema de Estimulação da Medula Espinhal (SCS)

Sistema Nervoso

O seu sistema de Estimulação da Medula Espinhal (SCS - Spinal Cord Stimulator) é projetado para ajudar você a controlar a sua dor crônica para que você possa viver a vida ao máximo. Entretanto, é importante tomar algumas precauções de segurança para poder tirar o máximo do seu sistema. 

Operação de Automóveis e Outros Equipamentos

Se ocorrerem mudanças súbitas à estimulação, elas podem distrair você da sua operação atenta. É por isso que é importante não operar automóveis, outros veículos motorizados ou quaisquer maquinários/equipamentos potencialmente perigosos com a estimulação terapêutica ligada. Desligue a estimulação primeiro antes de operar um veículo ou equipamento motorizado. 

Mudanças de Postura

Mudanças de postura ou movimentos abruptos podem causar reduções ou aumentos dolorosos ou desconfortáveis no nível de estimulação percebido. Mantenha o controle remoto com você em todos os momentos e reduza ou desligue a estimulação antes de fazer mudanças de postura. Se ocorrerem sensações desagradáveis, a estimulação deve ser desligada imediatamente. 

Localização do Estimulador

Nunca tente mudar a orientação ou “inverter” (rotacionar ou girar) o implante. Não “cutuque” ou brinque com o implante. Se o implante se inverter no seu corpo, ele não pode ser carregado. Se você souber que o dispositivo girou, ou se não for possível ligar a estimulação após carregar, entre em contato com o seu médico para marcar uma avaliação do sistema. Em alguns casos, a pele sobre o seu implante pode ficar muito fina com o passar do tempo. Se isso ocorrer, entre em contato com o seu médico. 

Localização do Eletrodo

Em algumas instâncias, um eletrodo pode se mover da sua localização original e a estimulação no local de dor pretendido pode ser perdida. Se isso ocorrer, entre em contato com o seu médico. O seu médico pode ser capaz de restaurar a estimulação reprogramando o implante na clínica ou reposicionando o eletrodo durante outra cirurgia. 

Falha do Dispositivo

Os implantes podem falhar a qualquer momento devido a uma falha de componente aleatória, perda de funcionalidade da bateria ou quebra do eletrodo. Se o dispositivo parar de funcionar mesmo após concluir o carregamento (até quatro horas), desligue o estimulador e entre em contato com o seu médico para que o sistema possa ser avaliado. 

Temperatura de Operação

A temperatura de operação do estimulador de ensaio e do controle remoto é de 10-40 °C (50-104 °F). Para a operação apropriada, não utilize o carregador se a temperatura ambiente estiver superior a 35 °C (95 °F). 

Descarte de Componentes

A bateria desses dispositivos pode explodir em fogo, então não descarte o controle remoto ou o carregador em fogo. Descarte baterias usadas de acordo com as regulamentações locais. O estimulador deve ser explantado no caso de cremação e devolvido à Boston Scientific. Dispositivos externos devem ser descartados de acordo com as exigências regulatórias locais. Entre em contato com o seu profissional da saúde para mais informações. 

19/10/2021 por Admin

Veja também:

Sistema Nervoso
4 passos para o diagnóstico e tratamento preciso da distonia

4 passos para o diagnóstico e tratamento preciso da distonia

O paciente precisa ser avaliado por especialistas para evitar que a condição...

Sistema Nervoso
5 passos para viver melhor com a doença de Parkinson

5 passos para viver melhor com a doença de Parkinson

A condição tem sintomas progressivos ao longo do tempo, mas o tratamento...

Sistema Nervoso
Como Funcionam Os Sistemas De Scs

Como Funcionam Os Sistemas De Scs

A terapia de SCS funciona interrompendo os sinais de dor antes que...

ÚLTIMOS ARTIGOS

Sistema Nervoso
4 passos para o diagnóstico e tratamento preciso da distonia

4 passos para o diagnóstico e tratamento preciso da distonia

O paciente precisa ser avaliado por especialistas para evitar que a condição...

Sistema Nervoso
5 passos para viver melhor com a doença de Parkinson

5 passos para viver melhor com a doença de Parkinson

A condição tem sintomas progressivos ao longo do tempo, mas o tratamento...

Histórias
Convivendo com o Parkinson: "eu precisei ter o corpo doente para ter a alma curada"

Convivendo com o Parkinson: "eu precisei ter o corpo doente para ter a alma curada"

Com a doença há 10 anos, Henrique Alexandre encontrou no trabalho voluntário...

Assine nossa newsletter